qu4ttro

Eles são quatro artistas de destaque, vindos de 4 países, com técnicas, escolas, estilos, histórias de vida diferentes. Além de algumas exposições conjuntas praticadas por alguns (esta é a primeira que reúne estes quatro), têm, em comum, a imagética muito específica, cheia de história para contar, com imagens valendo por 4 mil palavras. São traçados fortes, cores fortes, resultados instigantes.

E o que sustenta uma exposição que reúna cerca de 40 trabalhos destes artistas? A diversidade sustentável pela Arte!

 Celia Rachel, David Dalmau, Felix Fassone e Shierien Rechulski vêm, respectivamente, do Brasil, da Espanha, da Argentina e do Egito. Todos trazem sua cultura para dentro das telas, sem reservas, sem medo, com a certeza de que, se deixaram de lado outros compromissos de formação, o fizeram com a maturidade da escolha.

Celia Rachel, na estrada da arte há muitos anos, com galeria própria em São Paulo, apresenta características da arte abstrata e da figuração simbólica moderna, com impactante organicidade, traçado forte, texturas e contrastes com tons escuros e claros. Artista madura, bastante premiada aqui e no exterior, especialmente na Itália. 

Dalmau, o espanhol que vive em vários continentes atualmente, traz arte que fascina a todos, pois proclama a alegria de viver, o vivenciar entre muitos uma alegria comum, um rito de passagem, a natureza abusiva em matizes, a vida quando ela é festeira! Sua carreira é sólida, com exposições e arte instalada pelo mundo afora, em acervos particulares ou museus relevantes.

Felix Fassone, ítalo-argentino, atuou no jornalismo por 40 anos e encontrou, na pintura, seu meio de expressão particular, com uma linguagem que faz um pêndulo entre a figura e o inconsciente, entre a forma, a luz e o traço. Ele traduz em tela a construção de recortes a partir de imagens fixadas na retina. Teve obras selecionadas para a Bienal de Firenze e para a Feira de Arte de Padova.

Shierien Rechulski, egípcia, impõe uma dose de tinta e pinceladas dramáticas em suas telas, o que a torna especial. Suas mulheres são divas de olhar blasée que constroem o próprio mundo. A carga emocional se completa pelos grandes formatos. A advogada trocou o direito pela arte e está plena por isto.

O espaço que recebe a exposição QU4TTRO, sob curadoria de Ligia Testa Escritório de Arte, é a Villa Delikatessen, que divide o pátio interno com o Museu de Arte Sacra da Arquidiocese de Campinas. Em ambiente de magia, desde o contraste do antigo e do contemporâneo na arquitetura, os convidados serão recebidos com coquetel, música e muita arte, no dia 23/11, próxima quarta-feira, às 19 horas. A visitação para o público dar-se-á entre 24/11/2016 e 6/janeiro/2017. Local: Avenida Doutor Jesuíno Marcondes Machado, 807 - Nova Campinas, Campinas/SP.

DEU NA MÍDIA
kleber patricio
mondomoda
raquelbacarat
 

 

ligia testa