É Primavera

Telas pintadas com técnica secular são expostas no TRT de Campinas

WhatsApp Image 2018-09-14 at 20.30.29.jpeg

Pintor campineiro Marcos Garcia exibe 14 quadros, dez deles no método pastel seco – o mais antigo já utilizado pelo homem

            Obras de grande contraste e luminosidade. Impressões como esta saltam aos olhos de quem observa o trabalho desenvolvido pelo pintor Marcos Garcia. Durante um mês, 14 telas do artista campineiro podem ser apreciadas na Exposição “A Primavera”, no Espaço Cultural do 15º Tribunal Regional do Trabalho, em Campinas.  A mostra é aberta ao público, ocorre entre 18 de setembro e 19 de outubro, das 10h às 18h, com entrada gratuita.

O pintor escolheu para a exposição quatro pinturas óleo sobre tela e dez obras no pastel seco, a técnica mais antiga utilizada pelo homem. Esse método recebe o nome do giz utilizado pelo artista, que oferece a pureza total das cores. As pinturas a pastel são muito mais intensas, estáveis e duráveis, quando comparadas com todas as outras técnicas existentes.

Entre as telas, o visitante poderá conferir “Casamento das Marias”, “O Pagé” e “É Primavera” e com a sequência vai perceber a autenticidade do artista. Marcos Garcia explica que o objetivo é tocar a alma do espectador. “Na verdade, meu trabalho obedece ao seguinte princípio: a linha representa a razão e a cor a emoção, eu trabalho a união desses dois. No que tange às figuras humanas, elas surgem de um estado mais emocional, no qual a razão pouco interfere. Eu me entrego à emoção pura quando retrato personagens. A natureza é o elemento básico do meu trabalho, eu a transformo em uma linguagem bem pessoal”, enfatiza.

A produtora artística da exposição, Lígia Testa, reforça a importância do artista campineiro. “Marcos Garcia faz da arte um ofício, ele se entrega aos detalhes mínimos de cada passo do processo criativo e nos surpreende com o resultado. A vivência dele por uma década na França deu-lhe uma experiência fortemente transmitida pelas imagens que cria e que têm a estética elegante como ponto alto”, observa.

ligia-marcio-garcia1.jpg


Marcos Garcia inicia em Campinas seus estudos de pintura com o professor Alberto Teixeira, em 1980. No ano seguinte, segue para Paris, onde estuda durante 10 anos. Em 1986, forma-se em Artes pela École Superieur de Peinture Van der Kelen, em Bruxelas. Realiza, em 1990, após várias exposições coletivas, sua primeira individual no Relais Culturel de Chaillot, em Paris. De volta ao Brasil, em 91, instala-se em Campinas, onde passa a trabalhar ativamente na decoração de residências e comércios. Restaura a sede da Corporação Carlos Gomes e, a seguir, realiza grande exposição individual no Museu de Arte Contemporânea de Campinas e participa de exposição coletiva no saguão da Estação Cultural. Trabalhou no restauro do acervo de esculturas do 11ª Brigada de Infantaria leve de Campinas durante os anos de 2013 e 2014. É presidente do Museu de Arte Moderna de Campinas.

SERVIÇO:

Exposição “É Primavera…” – Autor: Marcos Garcia

Vernissage: 18 de setembro, às 18 horas

Visitação: de 19 de setembro a 19 de outubro, das 10h às 18h

Espaço Cultural do Tribunal Regional do Trabalho, de Campinas

  1. Barão de Jaguara, 901, 3° andar

Aberto ao público / Entrada gratuita / Vendas das obras no local

NA MIDIA:








ligia testa